Início 9 destaques 9 YouTube começa a exigir rótulos para conteúdo feito com IA

Últimas notícias

Canva

YouTube começa a exigir rótulos para conteúdo feito com IA

Canva
COMPARTILHAR:

O YouTube divulgou nesta segunda-feira (18) que está introduzindo uma nova ferramenta no Estúdio de Criação que exige que os criadores divulguem, por meio de rótulos, aos espectadores quando conteúdo realista é feito com mídia alterada ou sintética, incluindo IA generativa. De acordo com a empresa, essa rotulagem aparecerá na descrição expandida ou na frente do player de vídeo dependendo do tipo de conteúdo. Para a maioria deles, o rótulo ficará visível na descrição expandida, mas se o vídeo abordar tópicos como saúde, notícias, eleições ou finanças, também a rotulagem será mostrada no próprio vídeo.

“O novo rótulo visa fortalecer a transparência com os espectadores e construir a confiança entre os criadores e seu público”, destaca o YouTube em comunicado. Para a plataforma, conteúdo realista é considerado todo aquele que um usuário poderia facilmente confundir com uma pessoa, lugar ou evento real.

  • Usar a imagem de uma pessoa realista: alterar digitalmente o conteúdo para substituir o rosto de um indivíduo pelo de outro ou gerar sinteticamente a voz de uma pessoa para narrar um vídeo;
  • Alterar imagens de eventos ou lugares reais: como fazer parecer que um edifício real pegou fogo ou alterar uma paisagem urbana real para fazê-la parecer diferente da realidade;
  • Gerando cenas realistas: mostrando uma representação realista de grandes eventos fictícios, como um tornado se movendo em direção a uma cidade real.
Nova ferramenta para indicar uso de IA no YouTube. Reprodução/YouTube

A empresa esclarece que não exige que os criadores rotulem os conteúdos quando a IA generativa é usada para produtividade, geração de scripts, ideias de conteúdo ou legendas automáticas, nem para a criação de conteúdo claramente irrealista. Portanto, estão isentos da obrigação os seguintes usos:

  • Conteúdo claramente irreal, como animação ou alguém montando um unicórnio em um mundo fantástico;
  • Ajuste de cor ou filtros de iluminação;
  • Efeitos especiais como desfoque de fundo ou efeitos vintage;
  • Filtros de beleza ou outras melhorias visuais.

A empresa destaca que no futuro os criadores que não utilizarem os rótulos poderão ser punidos. “Embora queiramos dar tempo à nossa comunidade para se ajustar aos novos processos e recursos, no futuro analisaremos medidas de fiscalização para criadores que optam consistentemente por não divulgar essas informações. Em alguns casos, o YouTube pode adicionar um rótulo mesmo quando o criador não o divulga, especialmente se o conteúdo alterado ou sintético tiver o potencial de confundir ou enganar as pessoas”, disse a big tech no comunicado.

COMPARTILHAR:
0
Would love your thoughts, please comment.x