COMPARTILHAR:

Em comunicado interno, o grupo Meta voltou atrás e revogou a autorização para a publicação de conteúdos que incitem a violência ou clamem pela morte do presidente russo Vladmir Putin.

COMPARTILHAR: