COMPARTILHAR:

Além de restringir o acesso ao RT e Sputnik em toda a União Europeia, a empresa começou a rebaixar globalmente o conteúdo do Facebook e Instagram de meios de comunicação controlados pelo estado russo, tornando-os mais difíceis de encontrar. Além disso, começou a rebaixar postagens que contêm links para sites de mídia controlados pelo Estado russo no Facebook e rotular os links com mais informações.

COMPARTILHAR: